X-MEN: APOCALYPSE

Boa noite desajustados!

Ual, quanto tempo estou desaparecido? Perdi as contas, mas é por que ando muito atarefado. Mas cá estou!

E neste último final de semana, junto ao my little boy, assistimos ao maravilhoso: X-MEN: APOCALYPSE!

A linha do tempo continua na ideia de X-Men: Primeira Classe, mas não precisa ter visto ele pra entender o seguinte. Mas do meu ponto de vista, mesmo não conhecendo a HQ, foi muito boa a construção da história, personagens, efeitos especias e etc.

Talvez contenha spoiler, então se não quiser levar um, pare de ler: Tudo começa com a explicação da origem de um mutante, En Sabah Nur, o primeiro e mais poderoso mutante (e a sua ideologia de mundo remete a do Ultron para quem assistiu ou conhece Os Vingadores). Acontece uma treta e esse mutante entra em estado de “hibernação obrigatória” e quando acidentalmente acordam ele, se depara com um mundo totalmente diferente daquilo que conhecia, e isso o frusta.

Ressurge os Cavaleiros do Apocalipse (que são muito fodas) pra lutarem ao seu lado e criarem um mundo onde somente os fortes sobreviverão. São escolhidos a dedo por Apocalipse, o que não é pouca bosta. (Imagem abaixo)

Tempestade; Magneto; Psylocke e Anjo.

 Enquanto isso, na Mansão X, o professor Xavier vai adestrando seus alunos, entre eles a di-vi-na Jean Grey, Ciclope (que chega depois de descobrir seu poder), a Fera, Noturno e a Mistica. Ela volta pois acredita que o Magneto está em apuros e pede ajuda. Nisso, acontece várias outras coisas, uma historinha de amor aqui, umas lutinhas ali e o filme vai se desenrolando. O final é esplendido, graças a Jean lacrando e sambando de salto quinze na cara das inimigas.

 

Minha paixão do filme, como perceberam, é a Sansa Stark Jean Grey (Sophia Turner). Tem um papel muito importante no filme, ainda mais que está naquela fase de controlar e descobrir os seus poderes com ajuda do Xavier, algo maravilhoso e apelativo). E acaba se tornando a crush do Ciclope (pra quem assistia X-Men no SBT sabe bem disso). Temos também a aparição da arma-X, Wolverine, bem pequena mas de média importância. 

Como já foi dito, do meu ponto de vista os efeitos especias foram bem bolados, mas faltou um pouco mais de pancada, porrada mesmo. E uma das cenas que isto poderia ter sido desenvolvido é a da luta dos X-Men Vs Cavaleiros. Noturno contra Anjo (meio bosta), Fera contra Psylocke, Ciclope versus Tempestade e por aí vai.

O filme ainda continua em cartaz e recomendo como programação para esse final de semana agora, se você ainda não assistiu. Deixa para ver Alice mês que vem!

Se assistiu comente o que achou, se gostou do post comente também, e até a próxima 😉

Anúncios

3 comentários

  1. MariaLDário · maio 28, 2016

    Até… e não suma mais, ok?

    Curtido por 1 pessoa

  2. Devaneius · maio 28, 2016

    Tirando a parte do “Little” 😉 muito bom o post hehe, continue a falar de filmes que vai ser sucesso seu blog 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s