Sai pra lá, machista!

Olá desajustados, tudo bom? Bora falar de um assunto o qual sempre tive vontade de falar, ainda mais sendo um homem, e um homem que aprendeu a entender o outro lado da moeda. Vamos falar de machismo!

Dias atrás, um programa de TV abordou o assunto do machismo, falando de diversos assuntos pertinentes ao mesmo, e resolvi criar coragem para falar e peço perdão a quem discordar da minha opinião, mesmo cagando. Quero expor os dois lados da moeda dessa doença contagiosa em pleno século 21.

Por ser homem e homossexual posso dizer com convicção que sofri as consequências da sociedade patriarcal controladora mais do que um rapaz hétero, pois quando se é um jovem garoto, existe toda aquela pressão do “Você pra ser homem tem que comer várias mulheres, senão tu é viado!”, ou do tipo “Não joga bola? Tu é viado!”. E o que mais me intriga nisso é o fato da masculinidade de um homem ser tão frágil a ponto de se esvair por um simples não fazer algo, e o fato de acharem que ser viado é um problema, e não é. Ser gay é chegar ao ponto de ser tão bem resolvido da sua vida e saber o que quer da vida sem ligar para os outros.

Resultado de imagem para machismo contra homem

Mais irritante é saber que o jovem não aprende a ser machista na rua (é lá que ele aprende a desenvolver seu “aprendizado”), mas isso tudo vem de casa, é de criação. Pai e mãe querem que seus filhos se deem bem na vida então ensinam aquilo que acreditam ser o certo. A mãe ensina a garota a cozinhar, lavar e limpar pra um dia conseguir um marido, devendo almejar isso desde pequena, enquanto o pai ensina ao garoto como ser um bom comedor de mulher, consertar coisas como sendo obrigação de uma menino saber e tals. Ser machista é defender a desigualdade de direitos entre os gêneros sexuais, ou seja, uma mulher também pode ser. Não estou generalizando, pois teve gente sortuda que cresceu sabendo o certo, mas eu passei por isso dentro de casa, e a culpa dos meus pais serem assim, é culpa dos meus avós e assim vai. Um ciclo vicioso que será perpetuado enquanto os futuros pais dessa nossa geração não pararem de serem trouxas!

Faço então uma ponte para o outro lado da moeda, que são as garotas. Peço desculpa em nome dos homens que até hoje oprimiram vocês, fazendo vocês acreditarem que são inferiores e que seu lugar é na cozinha. A mulher com toda certeza sofre mais nessa história toda. São ensinadas a serem boas mas não tão boa quanto os homens; a não almejarem cargos grandes pois eles devem pertencer ao homem; a desejarem se casar para que possam ser o suporte do homem chefe da família, e assim vai. Isso consegue ser mais escroto escrito!

Resultado de imagem para feminismo

Não existe esse negócio de mulher pode e não pode. Se ela quiser, ela vai lá e faz! Ser mulher ao mesmo tempo que é maravilhoso pela questão da feminilidade (que acho algo lindo mas nem toda mulher é obrigada a ter), ao mesmo tempo é uma maldição, pois além da questão de sangrar todo mês, tem aquele “homem” que se acha no direito de mexer com uma moça na rua só por ela estar usando uma saia curta, ou um vestido decotado e outros.

Pra acabar com essa palhaçada de vez, vai de cada se conscientizar e conscientizar o próximo, abrir a mente e mostrar que não é assim bagunçado. Um homem pode ter um pouco ou ser totalmente feminino, assim como a mulher tem direito de ter masculinidade. O importante é você ser quem é, independente de qualquer olhar torto ou ofensa. No final de tudo, pra ser feliz tem que se permitir viver a vida como ela deve ser.

Pretendo abordar mais assuntos do tipo posteriormente, então é importante receber um feedback de vocês. Compartilhe comigo sua opinião, compartilhe a ideia para quem deva ler isto se achou bacana e até a próxima. Beijos! ❤

 

Anúncios

2 comentários

  1. Jair Vargas · fevereiro 23, 2017

    É realmente pertinente falar sobre isso, e eu gostei muito de sua opinião explanada de forma clara 😊 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s